Sindiserviços-DF participa da inauguração do Ponto de Apoio da CUT para os trabalhadores que atuam nas ruas do DF

| 0

Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Oliveira Silva

A Central Única dos Trabalhadores – CUT/DF, com a participação de diversos sindicatos, inaugurou na ultima sexta-feira 8, o Ponto de Apoio para trabalhadoras e trabalhadores de aplicativos, garis, ambulantes, carteiros e outras categorias que têm suas jornadas nas ruas do Distrito Federal.

Localizado na galeria do Hotel Nacional, na região central de Brasília. O espaço – com banheiro, água, tomadas para carregar celular e um sofá para descansar alguns minutos entre uma entrega e outra.

Para a presidente do Sindiserviços-DF, Maria Isabel Caetano dos Reis, sindicato que representa as trabalhadoras e os trabalhadores terceirizados no DF, é uma forma solidária de humanizar ainda mais o atendimento para essas trabalhadoras e trabalhadores e que na maioria das vezes são tratados com discriminação pela sociedade, disse.

Já o diretor de Comunicação e Imprensa do Sindiserviços-DF, Antônio de Pádua Lemos, a CUT demonstra na pratica às obrigações que deveriam ser do Estado em dar respeito, acolhimento e melhores condições para esses trabalhadores exercerem às suas profissões, destacou.

Reivindicação

“O Ponto de Apoio é uma reivindicação que fazemos com o Estado, que está pautada com o governo do Distrito Federal, a necessidade de ter pontos de apoio para trabalhadoras e trabalhadores e, muito em evidência, os trabalhadores por aplicativo, que representam bem essa vulnerabilidade da exploração do trabalho”. afirmou o presidente da CUT-DF, Rodrigo Rodrigues.

Também participaram e se pronunciaram sobre a importância da criação do Ponto de Apoio da CUT, o presidente Nacional da CUT, Sérgio Nobre, o secretário de Relações Internacionais da CUT, Antônio Lisboa, o diretor da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Martin Hahn, a deputada Federal Erika Kokay, a pré-candidata ao senado pelo PT/DF, Rosilene Corrêa, entre diversas outras lideranças.

Em sua fala, Alessandro Conceição, mais conhecido como Sorriso, representando a categoria de entregadores por aplicativo no DF, falou um pouco sobre a realidade precária dos seus colegas entregadores, ressaltando que há muito tempo a categoria luta pela construção de um espaço como o Ponto de Apoio, finalizou.

Com informações da CUT/DF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro + 19 =