Terceirizados na limpeza de hospitais públicos nas cidades satélites estão em greve

| 0

Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Silva

A maior parte dos trabalhadores terceirizados na limpeza e higienização da rede pública dos hospitais, principalmente nas Cidades Satélites do Distrito Federal, nesta sexta-feira 11, amanheceram em greve por tempo indeterminado devido ao não recebimento dos salários do mês de novembro.

A Empresa BRA, contratada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES/DF) para a prestação dos serviços, deveria ter creditado na conta dos seus empregados desde o último dia 5, 5º dia útil do mês, conforme determina a Convenção Coletiva de Trabalho do Sindiserviços-DF, sindicato que representa a categoria.

Na noite de ontem, quinta-feira 10, a BRA creditou o pagamento dos terceirizados no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), Hospital Materno e Infantil de Brasília (HMIB), Fundação Hemocentro de Brasília, Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepescs), Secretaria de Saúde e Unidades do Guará.

Porém, o pessoal na limpeza dos Hospitais Regionais de Brazlândia, Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, Gama, Sobradinho, Paranoá e Planaltina, ainda não receberam o salário e garantem que só retornarão para os postos de trabalho com o pagamento do mês pago.

Os diretores do Sindiserviços-DF, nos piquetes de greve, informaram que os profissionais estão cumprindo com a lei da greve e 30% do efetivo estão mantendo a limpeza nas áreas prioritárias dos hospitais.

Até o momento, a SES/DF não se posicionou de como está tratando da situação com a empresa, o que causa estranheza na categoria.

Os diretores do sindicato lembram que o maior prejudicado é o humilde trabalhador, que sofre com rotineiros atrasos nos vencimentos, sendo obrigados a pagar as suas contas também com atraso e não são ressarcidos do prejuízo.

https://www.facebook.com/SindiservicosDf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 6 =