Terceirizados na Emater estão em greve por salários e a categoria no Colégio Militar e BrB também vão parar

| 0

Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Silva
Sem receber os salários, tíquete alimentação e vale transporte do mês de dezembro do ano passado, os 35 empregados da empresa Cidade Serviços, na limpeza e conservação das 18 unidades da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater/DF, entraram em greve nessa quarta-feira 15 de janeiro, decidindo que só retornarão aos postos de trabalho quando a empresa quitar a dívida com a categoria.
Já os 35 trabalhadores terceirizados na limpeza e conservação do Colégio Militar de Brasília, juntamente com os cerca de 36 auxiliares de serviços gerais no deposito do Banco Regional de Brasília (BRB), que também já deveriam ter recebido os seus vencimentos desde o último dia 7 de janeiro, 5°dia útil do mês, decidiram que vão cruzar os braços a partir desta sexta-feira (17).

 

Assembleias setoriais
Após se reunir em assembleias setoriais que deliberam as greves, o diretor de Comunicação e Imprensa do Sindiserviços-DF, Antônio de Pádua Lemos, constatou que a empresa é recorrente em atrasos salarias e de benefícios dos seus empregados.
Antônio de Pádua também constatou, junto aos tomadores dos serviços, que a empresa tem recebido normalmente as parcelas contratuais, o que não justifica atrasar o pagamento dos seus empregados, disse.
Bem antes de se reunir com os trabalhadores, ele informou que a direção do Sindiserviços-DF tem insistentemente pressionando os representantes da Cidade Serviços, principalmente para cumprir com as suas obrigações trabalhistas, porem ficam somente na promessa e não cumprem com as suas responsabilidades, conforme determina a Convenção Coletiva de Trabalho do Sindiserviços-DF, finalizou.

https://www.facebook.com/SindiservicosDf/posts/1363613167134094

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + nove =