Num dos piores momentos da história para a classe trabalhadora, o Sindiserviços-DF conquista avanços na Data-Base

postado em: Notícias | 14

Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Oliveira Silva

A Assembleia Geral da Data-Base 2023 das trabalhadoras e os trabalhadores terceirizados, representados pelo Sindiserviços-DF, foi realizada no estacionamento da Torre de TV – mudança repentina de local em virtude da posse presidencial, no final da tarde dessa quarta-feira 21 dezembro.

Por unanimidade, a categoria aprovou o reajuste de 7% nos salários de R$ 1.416,75 até R$ 2.380,00. Os salários de R$ 2.380,01 até R$ 4.00,00 receberão o reajuste de 5,79% e os salários a partir de R$ 4.001,00 vão ser reajustados em 4%. O que significa que o menor salário da categoria passará a ser de R$ 1.515,92.

O vale alimentação passará de R$ 38,00 para R$ 40,50. A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do Sindiserviços-DF passará a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2023.

 

Dispositivos

Em face de alterações nos dispositivos legais sobre o pagamento do benefício do auxilio alimentação para o trabalhador, mesmo tendo a direção do Sindiserviços-DF contestado na mesa de negociação com os patrões, ficou acordado que de maio a dezembro de 2023 o benefício passará a ser pago em duas parcelas; a primeira no primeiro dia de cada mês e a segunda parcela todo dia 15 do mês.

Lembrando que essa condição permanecerá somente até o dia 31/12/2023, ficando já definido que a partir de janeiro de 2024, o vele alimentação voltará a ser pago em uma única parcela.

Durante a Assembleia, a presidente do Sindiserviços-DF, Maria Isabel Caetano dos Reis, expôs para os trabalhadores presentes à imensa dificuldade que foi o processo de negociação da Campanha Salarial de 2023.

Destacando aspectos apresentados pelos patrões e que buscavam desmerecer à valorização da categoria e manter os trabalhadores sem reajuste salarial ou aumento no vale alimentação, além da tentativa de retirar conquistas históricas, disse.

 

Falas na Assembleia

A Assembleia começou com o diretor de Imprensa e Comunicação do Sindiserviços-DF, Antônio de Pádua Lemos, lendo o edital de convocação da categoria.

Pádua explicou sobre a repentina mudança do local da Assembleia por determinação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF).

Ele, também, lamentou uma maior presença de trabalhadores, destacando que toda categoria se beneficia com as conquistas. Mas, ressaltou, se houvesse maior participação na Campanha Salarial haveria mais fortalecimento no movimento reivindicatório.

O deputado distrital reeleito, Chico Vigilante, agradeceu os votos de confiança da categoria e protestou contra a contratação de empresas suspeitas e sem capacidade técnica e profissional para a execução dos contratos.

O parlamentou explicou que há empresas que devem obrigatoriamente substituir as vestimentas dos seus empregados há cada seis meses, porém nunca cumprem e seus empregados estão com as vestimentas estragadas devido ao longo tempo de uso, “é uma vergonha”, protestou.

Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comercio e Serviços (Contracs-CUT), Julimar Roberto, em relação aos demais regiões do país, os trabalhadores terceirizados no DF, via o empenho e a luta da direção do Sindiserviços-DF, estão conquistando benefícios significativos para a categoria.

Representando a Central Única dos Trabalhadores (CUT-DF), Washington Domingues Neves, secretário de Administração e Finanças, ressaltou o poder de luta das trabalhadoras e dos trabalhadores terceirizados, destacando que vivemos ainda um dos piores momentos em todos os aspectos para a sociedade, principalmente com a retirada de diversos direitos e garantias da classe trabalhadora.

O Sindiserviços-DF orienta as trabalhadoras e os trabalhadores terceirizados a acompanhar nos Site do Ministério do Trabalho http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/ e/ou no nosso site (www.sindiservico.org.br – Sindiserviços/DF.

Sindiserviços-DF – Unidas e Unidos Somos fortes!!!

14 Responses

  1. Euma Maria

    Interessante a atuação do sindicato. É ótimo jogar um aumento como conquista, quando não se faz nenhum estudo sobre o impacto dele nos contratos vigentes. Comemorarão a “conquista” do aumento e enfrentarão um aumento do desemprego e aumento da informalidade do setor, tendo em vista que os contratos privados não estão conseguindo ser repactuados nos mesmos índices. Deveria haver mais estudo, atrelar o aumento a algum índice nacional, não só barganhar em uma mesa de negociação com a ideia de explorados x exploradores. Vocês estão contribuindo com a crise econômica e vão prejudicar os próprios trabalhadores.

    • SINDISERVICOS

      Quanto a categoria merecer aumentos mais expressivos é merecido, porém tem sido imensamente fraca a participação das trabalhadoras e dos trabalhadores nas Assembleias que deliberam as conquistas. Isso, mesmo o sindicato disponibilizando transporte gratuito. Quanto maior a participação na Campanha Salarial, maior será o poder de reivindicação da categoria. Todos os índices são frutos de consultorias principalmente do DIEESE – Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, abraços

  2. DOMINGOS

    Como podem chamar isto de avanço? isto simplesmente é um ato discriminatório, o que adianta um trabalhador se esforçar para aprender uma profissão para ter um salário que compense os seus esforços e vem um sindicato e faz um acordo deste? não tem nenhum sentido. vou falar pra vocês que ganham um salário de 7 mil e duzentos reais equivalente a 6 salários mínimos, se continuar esta mesma política de reajuste de salários aplicadas pelos sindicatos em 8 anos vocês estarão recebendo o equivalente 4 salários mínimos. porque esta é a política deles não valorizam seu intelectual. reajuste inferior para mesma categoria é ridículo. em janeiro de 2003 eu recebia 6 salários mínimos e com esta política aplicada pelos sindicatos durante os 16 de PT eu trabalhando na mesma empresa e na mesma função meu salário foi reduzido a 3,5 salários mínimos.

    • SINDISERVICOS

      Quanto a categoria merecer aumentos mais expressivos é merecido, porém tem sido imensamente fraca a participação das trabalhadoras e dos trabalhadores nas Assembleias que deliberam as conquistas. Isso, mesmo o sindicato disponibilizando transporte gratuito. Quanto maior a participação na Campanha Salarial, maior será o poder de reivindicação da categoria, abraços

  3. Henrique

    Prezados (as), boa tarde.

    Será contemplado o cargo de Analista Administrativo no CCT do Sindiserviços para o ano de 2023? Obrigado.

    • SINDISERVICOS

      Quanto a categoria merecer aumentos mais expressivos é merecido, porém tem sido imensamente fraca a participação das trabalhadoras e dos trabalhadores nas Assembleias que deliberam as conquistas. Isso, mesmo o sindicato disponibilizando transporte gratuito. Quanto maior a participação na Campanha Salarial, maior será o poder de reivindicação da categoria, abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 + 15 =