Todo dia é Dia das Trabalhadoras e dos Trabalhadores Terceirizados

postado em: Notícias | 0

Vem aí o 1° de maio da classe trabalhadora. Para marcar essa data tão importante, a CUT-DF realizará um grande ato político-cultural, a partir das 16h, no estacionamento da Funarte, atrás da torre de TV. A atividade contará com um show da artista Ale Terribili, homenageando o eterno Gonzaguinha, que transformou em poesia muitas das dores e anseios da nossa gente

 

Mesmo diante do massacre da imposição da minirreforma trabalhista, ou Lei da Liberdade Econômica, que retirou mais de 100 direitos e garantias trabalhistas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), os mais de 70 mil trabalhadoras e trabalhadores terceirizados no Distrito Federal (DF), se orgulham em comemorar o Dia do Trabalhador, 1° de maio.

A categoria, é composta em sua maioria por prestadores de serviços na limpeza, conservação, serviços braçais, portarias e área administrativa do Governo Federal, Justiça, Governo do Distrito Federal (GDF), condomínios e empresas privadas.

Com a ajuda da categoria, da Central Única dos Trabalhadores (CUT/DF) e vários outros segmentos, a partir dos anos 2000, a nova direção tem lutado para elevar a autoestima e a dignidade da categoria, esse foi o principal compromisso da nova gestão, principalmente por meio de cláusulas econômicas e sociais que transformaram a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do Sindiserviços-DF, na mais avançada do Brasil, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

 

Organização, união e luta

Mesmo com todas as dificuldades e imensa luta com desafios estratégicos, a direção do Sindiserviços-DF conquistou para todas e todos os terceirizados no DF, o maior valor de tíquete alimentação do país, no ramo dos trabalhadores braçais e da área de asseio e conservação. Superior, inclusive, às várias categorias do setor público.

Após imensa intransigência patronal, aprovou na mesa de negociação, a obrigatoriedade gratuita do plano de saúde ambulatorial, juntamente com o plano odontológico. Isso para que a categoria não dependesse única e exclusivamente do sistema de saúde pública.

Fez prevalecer seus direitos de representante legal, garantindo para os terceirizados que manuseiam dejetos hospitalares e demais profissionais que corram risco de saúde, a obrigação do pagamento do Adicional de Insalubridade.

Assim também, do Auxílio Funeral e seguro, que deverão ser efetivamente comprovados através da apresentação, em original, das respectivas notas fiscais.

Para quem trabalha à noite, o patrão é obrigado a fornecer agasalho de frio.

Tíquete refeição e vale transporte têm que ser entregue de uma só vez a cada 30 dias, em uma data pré-estabelecida, o fato é que a entrega será para todo o mês e de uma só vez.

 

Acabar com a escravidão

Também conseguiu acabar com a escravidão no trabalho. Porteiros noturnos eram obrigados a bater cartão de 10 em 10 minutos. Ou seja, o famigerado “relógio-vigia”, foi extinto juntamente com as rondas a pé, de carro, moto ou bicicleta.

Diane ao alto índice de desemprego, a CCT do Sindiserviços-DF garante o emprego das trabalhadoras e dos trabalhadores terceirizados por 90 dias; quando houver abandono do contrato ou na substituição da empresa prestadora dos serviços.

Há muito que avançar, há muito que lutar contra atrasos de salários, benefícios, contratos fraudulentos, intransigências e arrogâncias patronais.

Porém, somente com a ampliação de consciência das trabalhadoras e dos trabalhadores terceirizados e demais categorias, sobre a fundamental importância do movimento sindical para as suas vidas e dos seus familiares, conseguiremos festejar com maior harmonia o Dia do Trabalhador, viva o1° de maio!

 

Por: Diretoria do Sindiserviços-DF – Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Trabalho Temporário, Prestação e Serviços Terceirizáveis no Distrito Federal.

Sindiserviços-DF – Unidas e Unidos Somos Fortes!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

seis − dois =