Greve na limpeza da rede pública de saúde por falta de pagamentos

postado em: Notícias | 0
Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Silva
Várias unidades públicas de saúde no Distrito Federal (DF), tais como; Hospital Regional de Sobradinho, Planaltina, Taguatinga, Ceilândia, Gama, Guará, Hospital de Apoio, Hospital de Saúde Mental e HMIB – Hospital Materno Infantil, amanheceram nesta sexta-feira 11, com os serviços de limpeza e conservação em greve.
A paralisação, segundo o Sindiserviços-DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados no DF, está ocorrendo em protesto a novo atraso no pagamento dos salários e tíquete alimentação da categoria.
A presidente Maria Isabel Caetano dos Reis – Dona Isabel, explica que até o momento cerca de dois mil trabalhadores da Empresa BRA, contratada pela Secretaria de Saúde (SES-DF), ainda não receberam os seus vencimentos do mês de janeiro, o que já deveria ter sido pagos no último dia 7 de fevereiro, 5º dia útil do mês, conforme determina a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do Sindiserviços-DF.
Dona Isabel protesta e informa que a empresa, que presta os serviços por meio de nota fiscal após os serviços executados, é reincidente em atrasos salariais e de benefícios dos seus empregados.
Ela destaca, que há anos vem alertando o Governo do Distrito Federal (GDF) para que realize o edital de contratação das empresas, para que haja maior garantia no recebimento dos salários e direitos trabalhistas dos trabalhadores terceirizados na saúde pública.

A sindicalista também informou, que até o momento não tem conhecimento de movimentações por parte da Empresa BRA ou do Governo do DF, para quitar a dívida com os trabalhadores.
Para ela, a lei determina que os trabalhadores não podem ser prejudicados quanto aos problemas da relação contratual da SES-DF e suas prestadoras de serviços. E ressaltou que a greve é por tempo indeterminado.

Mais Greves

Também está prevista a ampliação da greve na Saúde Pública pelos empregados da Empresa Raio Serviços (JDR Serviços Ltda), a partir da próxima segunda-feira 14.

Os trabalhadores estão sem receber o salário de janeiro.

Polícia Civil  

Os trabalhadores terceirizados na manutenção da Polícia Civil do DF, empregados da Empresa BR Brasil (RDJ Assessoria e Gestão Empresarial), ainda não receberam os salários, tíquete alimentação e vale transporte.
A categoria também entrará em greve a partir desta segunda-feira 14, prometendo só retornar aos postos de trabalho mediante o recebimento dos seus direitos que já deveriam ter sido pagos desde o último dia 7 de fevereiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

7 + 12 =