Amplia a greve na limpeza das escolas públicas e Sindiserviços-DF vai propor que SEE/DF pague diretamente os trabalhadores

postado em: Notícias | 0

Por Imprensa Sindiserivços-DF – Robson Silva 


Passado treze dias de atraso no recebimento dos salários, que deveria ter saído no dia 07/04, quinto dia útil do mês, grande parte dos quase 900 trabalhadores terceirizados da Empresa Servegel, na limpeza e conservação das escolas públicas no Distrito Federal (DF), afirmaram que vão intensificar o movimento grevista iniciado na ultima terça-feira (17) e que já atinge as escolas do Recanto das Emas, Gama, Taguatinga, Ceilândia, Samambaia e do Plano Piloto, cujos trabalhadores estão reunidos no Elefante Branco.

 

Caso continue o jogo de empurra entre a empresa e a Secretaria de Estado da Educação (SEE/DF), o qual, ressalta o Sindiserviços-DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados, está massacrando financeiramente centenas de pais e mães de família com constantes atrasos e que tem obrigado a terem que pagar suas dividas sempre com atrasos, no inicio da próxima semana o sindicato estará ingressando com denuncia no Ministério Público do Trabalho (MPT) e vai propor que a SEE/DF pague diretamente os trabalhadores com as parcelas que a empresa tem para receber.

A informação que o sindicato tem sobre o imbróglio, é que a Secretaria está cobrando certidões negativas da empresa para liberar os repasses das parcelas contratuais.

 

Por outro lado, a empresa afirmou aos dirigentes sindicais que não existe tal necessidade ou exigência para a liberação dos pagamentos.

Porem, os representantes dos trabalhadores deixaram claro que se neste final de semana os pagamentos não forem creditados, a categoria reafirmou a intenção de ampliar ainda mais movimento paredista nas demais escolas aonde a empresa tem prestação de serviços.

https://www.facebook.com/SindiservicosDf/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 9 =