Terceirizados na limpeza das escolas públicas do DF vão para dois meses sem receber o salário

postado em: Notícias | 0

Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Oliveira Silva
Cerca de novecentos trabalhadores terceirizados na limpeza e conservação de várias escolas públicas no Distrito Federal (DF) estão indignados porque tudo indica que deverão ficar novamente sem receber o salário neste mês.

 

Caso isso aconteça, os trabalhadores ficarão o segundo mês consecutivo sem receber o pagamento da Empresa Real JG e que tem como obrigação trabalhista pagar os seus empregados normalmente no quinto dia útil de cada mês.

 

O Sindiserviços-DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados no DF, tem insistentemente cobrado uma solução imediata da empresa ou da Secretaria de Estado da Educação do DF (SEE/DF) que é responsável pela contratação da empresa terceirizada.

 

Mas, infelizmente, somente tem obtido como resposta que o Governo do Distrito Federal (GDF) só pagará os seus fornecedores depois que pagar os salários dos servidores públicos.

 
Mesmo com a ameaça do corte do ponto, o sindicato ressalta que parte da categoria está de braços cruzados e vão mobilizar todos os demais colegas de trabalho para também aderirem o movimento paredista a partir desta terça-feira (04).

 

Os sindicalistas destacam que já formularam diversas denuncias no Ministério Público do Trabalho (MPT) e na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no DF (SRTE/DF), na tentativa de viabilizar uma solução mais urgente e que possa amenizar a situação desesperadora que muitos pais e mães de família se encontram no momento.

 

Eles alertam que vários trabalhadores já não estão nem indo para o emprego, pois não dispõem de condições financeiras e estão com as finanças destroçadas.

 

Outros, destacam, estão à beira da falência, sendo despejados ou vivendo de favor na casa de amigos ou familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − nove =