Por Imprensa Sindiserviços-DF - Robson Silva

 

 

Passados mais de 57 dias de atraso no pagamento do 13º salário dos mais de quatro mil empregados das empresas Juiz de Fora e G & E Serviços, nem os responsáveis pelas empresas e muito menos o Governo do Distrito Federal (GDF), assumiram suas responsabilidades ou apresentaram uma solução imediata para a quitação da divida com os trabalhadores terceirizados na limpeza e na merenda das Escolas Públicas do Distrito Federal (DF), respectivamente.

 

As empresas deveriam ter pagado o 13º salário dos seus empregados até no máximo o dia 18 de dezembro do ano passado.

 

Passado o carnaval e com o inicio do ano letivo nesta quinta-feira 15/02, os quase três mil empregados da Juiz de Fora na limpeza das escolas, também não receberam o vale alimentação e que deveria ter creditado no ultimo dia 06/02, quinto dia útil do mês.

 

Nesse mesmo quinto dia útil do mês, a Empresa G & E Serviços já deveria ter pagado o salário, o tíquete alimentação e o vale transporte dos seus mais de mil empregados na produção da merenda escolar das escolas públicas.

 

A direção do Sindiserviços-DF, que tem cobrado insistentemente uma solução dos patrões e do GDF, rechaça o jogo de empurra e que tem ocorrido exatamente no período das férias escolares e do recesso do Judiciário, o que imobilizou os trabalhadores de organizarem protestos e movimentos paredistas com maior participação da categoria.

 

Ou ter ainda maior agilização às denuncias e reivindicações junto a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/DF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT-DF/TO).