Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Oliveira Silva

A direção do Sindiserviços-DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados no Distrito Federal (DF), tem insistentemente denunciado a má gestão pública do Governo do Distrito Federal (GDF) quanto a contração de empresas terceirizadas, principalmente as prestadoras de serviços de limpeza e conservação nas escolas, hospitais, postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Com constantes atrasos no pagamento dos salários e benefícios dos seus empregados, várias empresas têm levado milhares de pais e mães de família à completa ruína financeira e provocado transtornos psicológicos irreversíveis, denunciam os dirigentes do sindicato.

O Sindiserviços-DF informa que pela sexta vez, somente neste ano, a categoria está sendo prejudicada com novo atraso no recebimento dos salários e tíquete alimentação para cerca de 2.700 empregados das Empresas Ipanema, G & E, Apecê e Dinâmica.

Os vencimentos do mês de novembro já deveriam ter sido pago desde o ultimo dia 6 de dezembro, quinto dia útil do mês.

Em reuniões setoriais com os diretores do Sindiserviços-DF, caso não apareça uma solução imediata, a categoria decidiu que vão paralisar a partir da próxima segunda-feira (18) os serviços de limpeza de diversas escolas, hospitais, postos de saúde e UPAs.

 Os dirigentes sindicais esclareceram que têm insistente pressionado as empresas e as Secretarias de Estado da Educação (SEE/DF) e da Saúde (SES/DF), para que apresentem uma solução imediata, mas até o final da tarde desta sexta-feira (15) nada de concreto foi apresentado.

O Sindiserviços-DF também informou que já protocolou denuncia junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT) e as empresas juntamente com as respectivas Secretarias de Educação e Saúde já foram devidamente notificadas sobre a paralisação dos trabalhadores.