VAMOS ANULAR A REFORMA TRABALHISTA

postado em: Notícias | 0

VAMOS ANULAR A REFORMA TRABALHISTA

Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Oliveira Silva

Quem quer trabalhar mais e ganhar menos? Quem quer ficar menos tempo no emprego e sofrer mais acidentes de trabalho? Quem quer ter menos direitos que outros trabalhadores/as e ver todas as conquistas e avanços da classe trabalhadora ir pelo ralo para ampliar a ganância de patrões suspeitos que querem nos escravizar?

Para impedir que a famigerada Lei da Reforma Trabalhista passe a vigorar a partir de 11 de novembro, a direção do Sindiserviços-DF, sindicato que representa as trabalhadoras e os trabalhadores terceirizados no Distrito Federal (DF), conta com a sua adesão e assinatura na Proposta de Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP), que será protocolada na Câmara dos Deputados pela Central Única dos Trabalhadores – CUT Brasil.

Só assim, a classe trabalhadora e a sociedade civil poderá impedir que milhares de pais e mães de família percam os seus empregos ou se transformem em trabalhadores terceirizados indiscriminadamente e sem direito à Carteira de Trabalho assinada, tíquete alimentação, vale transporte, férias, verbas rescisórias e o recolhimento do INSS e FGTS.

Para isso serão necessárias no mínimo 1.3 milhões assinaturas (1% do eleitorado brasileiro), para que possamos anular (revogar) a famigerada Reforma Trabalhista.

A direção do Sindiserviços-DF vem percorrendo os postos de trabalho para colher a sua assinatura, mas lembre de ter em mãos o seu Titulo de Eleitor no momento de preencher e assinar o formulário.

Você também poderá fazer a sua adesão na sede do Sindiserviços-DF – SCS Quadra 2 – 5° Andar – Ed. Jockey Club – Brasília – DF, informações: 3224-0447. Unidos Somos Fortes!!!

 

 

TERCEIRIZAÇÃO

 

 

Menos empregos e salários menores

Os trabalhadores terceirizados têm, em geral, o salário 25% menor do que os contratados diretos, e trabalham em média quatro horas a mais por semana.

 

Trabalho análogo ao de escravo

Entre 2010 e 2014, cerca de 90% dos trabalhadores resgatados em flagrantes de trabalho escravo eram terceirizados.

 

Mais acidentes

Os terceirizados são os que mais sofrem acidentes de trabalho. A segurança é prejudicada em empresas de menor porte, que são menos fiscalizadas.

 

Rotatividade

A taxa de rotatividade em atividades terceirizadas é o dobro dos trabalhadores diretos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =