Terceirizados vão parar os serviços de limpeza nos hospitais, postos de saúde e UPAs no DF

postado em: Notícias | 0

Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Oliveira Silva

Mais de seis mil trabalhdores terceirizados na limpeza e conservação da Rede Pública de Saúde no Distrito Federal (DF) ainda não receberam o salário e o tíquete alimentação mês de abril e que deveria ter sido pagos no ultimo dia 6 de maio (quinto dia útil do mês) pelas empresas contratadas pela Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES/DF).  

 

 A direção do Sindiserviços-DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados no DF, já encaminhou documento para as empresas Dinâmica, Apecê e Ipanema e para a SES/DF solicitando uma solução imediata, alem de comunicar sobre a paralisação dos serviços nos hospitais, postos de saúde e UPAs no DF. 

 

Antonio de Pádua Lemos, diretor de Comunicação e Imprensa do Sindiserviços-DF, ressalta que os atrasos são constantes há mais de dois anos, tendo o sindicato já denunciado e participado de diversas audiências no Ministério Publico do Trabalho (MPT) e na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/DF) com as empresas e o próprio Governo do Distrito Federal (GDF). Porem, a solução fica só na promessa, disse.

 

Pádua destaca que muitos trabalhadores estão administrando suas dívidas pagando pesada carga de juros e não repostos em suas perdas.

 

O sindicalista denuncia que o trabalhador terceirizado nos órgãos do GDF está exposto à excessiva carga de trabalho com a redução de trabalhadores nos contratados das empresas, juntamente com os constantes casos de constrangimentos, ameaça no corte do ponto e demissão, com as greves que são obrigados a terem que fazer para poder receber os seus salários e benefícios, finalizou Antonio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × dois =