Sindicatos unem-se na defesa de terceirizados

postado em: Notícias | 0

 

 

O descaso do Governo do Distrito Federal em relação aos trabalhadores terceirizados foi tema de Plenária realizada na CUT Brasília na manhã desta segunda (6). Os diversos sindicatos participantes solidarizaram-se aos trabalhadores da limpeza e conservação das escolas que lidam com o desprezo dos patrões e estão sem salários e benefícios há dois meses, e aos companheiros rodoviários da Cootarde que, além da falta de pagamento, ainda precisam lidar com a perseguição dos empregadores e da imprensa golpista.

 

Enquanto pais e mães de família passam por necessidade, o governador Rollemberg prefere virar as costas para a situação. “O GDF é o contratante principal e cabe a ele exigir a imediata quitação das dívidas trabalhistas e o cumprimento dos contratos de trabalho”, defende Marco Junior, diretor do Sindicato dos Rodoviários.

 

Ele nos conta que, a situação chegou a tal ponto, que muitos trabalhadores já estão sem comida na mesa e há relatos de outros que já foram despejados por não pagarem seus aluguéis.

 

Como se não bastasse, os terceirizados precisam lidar com a criminalização do movimento. Durante uma manifestação, quatro rodoviários foram detidos injustamente e encaminhados para a Papuda, simplesmente por estarem protestando. Diógenes dos Santos, também dos Rodoviários, denunciou que tem sofrido retaliações e perseguição.

 

Uma agenda de ações em defesa dos companheiros foi definida e, para Rodrigo Britto, presidente da CUT Brasília, esse é o tempo de exercermos a solidariedade de classe. “É momento de organizarmos nossas entidades para o enfrentamento contra as medidas que prejudicam a população e os trabalhadores”, finaliza.

 

Fonte: CUT Brasília – http://www.cutbrasilia.org.br/site/sindicatos-unem-se-na-defesa-de-terceirizados/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =